Fun Home

“Porra, velho. Me apaixonei pela mina do gibi que eu to lento. E ela lésbica. E 2D também.”. Mais ou menos assim que descrevi Fun Home pro meu namorado virtual John Pedro (é o nome dele mesmo). Eu tava pela metade do livro e encantado com a disfuncional e divertida história da família Bedchel. Na real a história é só disfuncional, mas a autora/desenhista Alison Bedtchel é uma phd em ser hilariante.

Não sei muito sobre ela como cartunista, mas to ligado que ela tem uma série de tiras sobre ser lésbica, se chama Dykes to Watch out For. Culpem minha criação católica, mas acho o nome meio intimidador, tipo aquelas cartunistas amigas da Amy em Chasing Amy. O que até que é massa, curto um homossexualismo bolado, vide minha man-crush no Keith do Six Feet Under.

Voltando, nesse livro autobiográfico ela descreve a vida da família dela em Beech Creek, principalmente a relação dela com o pai. Não quero spoilear a história, mas o detalhe em cada quadrinho se relaciona genialmente com o texto, dá um tom de intimidade incrível, onde ela aproveita e coloca vários fun facts irrelevantes (na real, pra mim são fundamentais) para história em si, e fica muito lindo, o storytelling te faz crescer junto com a família.

Tem um trecho muito bom, onde a Alison nos conta como seu pai amava cuidar do jardim. Pra acentuar essa paixão ela cita um trecho de um livro do Proust, onde o narrador está descrevendo um jardim lindíssimo e no meio desse jardim há uma mulher igualmente lindíssima. A beleza de ambos são tão esmagadoras que o narrador não consegue distinguir o que é jardim e o que é mulher. Terminando de citar, Alison Bedtchel conclui “Se já houve bicha maior que meu pai, foi Marcel Proust.”

A relação dela com livros é apontada o tempo todo, e pasmém, não soa intelectualóide bunda mole ou dissimulando falta do que falar com citaçãoes. É uma belíssima representação de como uma boa literatura influi nos rumos de como vemos nossas própria história, não lembro de ver uma relação com livros ser apresentada de uma maneira tão real e indentificável.

Ah, e ela desenha pra caralho.

Anúncios

3 Respostas para “Fun Home

  1. Eu comprei esse livro no escuro, sem conhecer e achei muito bom também.

  2. tmb comprei no escuro e me surpreendi. o pai dela é mto bicha mesmo. baita gibi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s